Bloqueio de nervos periféricos

Bloqueio da Fascia dos Retos

Clara Lobo e Rita Conde
CHTMAD, Vila Real

Indicações

Hérnia umbilical
Hérnia da linha branca (realizado ao nível do ponto herniário)

 

Contra-indicações

Absolutas (ver “Aspectos Gerais”)
Onfalocelo
Gastroquisis

 

Nervos envolvidos

Nervos intercostais, ramo cutâneo anterior (9º e 10º nervos intercostais estão envolvidos na inervação da região periumbilical)

 

Referências anatómicas

Umbigo e bordo lateral do músculo recto abdominal (RAM) ou linha semi-lunar.

 

Posicionamento

Decúbito dorsal.

 

Técnica por Referências Anatómicas

Localize o ponto de intersecção (círculos) entre uma linha horizontal que passa pelo umbigo (linha tracejada) e os bordos laterais dos músculos rectos abdominais (linhas continuas a vermelho) - (Figura 1). Nesse ponto, insira a agulha, segundo um ângulo de 60°, em direção ao umbigo.

    • figura 1 1 original

Figura 1

 

Técnica ecoguiada

Coloque a sonda sobre a linha semi-lunar, ao nível do umbigo (e acima da linha arqueada de Douglas). (Figura 2) Identifique a fáscia anterior e posterior, do RAM. (Figura 3) Introduza a agulha até atingir a fáscia posterior. A posição correta da agulha é confirmada com a injeção de 1 ml da solução anestésica e o AL é depositado entre a parede posterior RAM e a sua fáscia posterior.

    • figura 2 1 original

Figura 2

    • figura 3 1 original

Figura 3. Sonoanatomia da parede anterior do abdómen. RAM – recto anterior do abdómen; Anterior sheath– Fascia anterior; Posterior sheath – Fascia posterior do recto anterior do abdómen; Rectus sheath – Bainha dos Rectos; Peritoneum – peritoneu; Umbilicus – Umbigo.

 

Complicações

Perfuração intestinal
Injeção intraperitoneal
Hematoma

 

Anestésicos Locais

Soluções: Ropivacaína 0,2-0,5% ou Levobupivacaína 0,25-0,5%
Dose única: 0,1-0,2 ml/Kg

 

Comentários

A realização ecoguiada do bloqueio aumenta a sua segurança e eficácia.
A correta dispersão de AL pode ser confirmada por hidrodissecção.
A execução da técnica deve ser evitada abaixo do umbigo, pois a linha arqueada de Douglas (limite inferior da fáscia posterior dos rectos) situa-se entre o umbigo e a sínfise púbica. A parede posterior do abdómen abaixo desta linha é constituída pela fascia transversalis.

 

Referências

Tsui, B. C. H., & Suresh, S. (2010). Ultrasound imaging for regional anesthesia in infants, children, and adolescents: a review of current literature and its application in the practice of neuraxial blocks.Anesthesiology112(3), 719–28.

Willschke, H., Marhofer, P., Machata, A.-M., & Lönnqvist, P. (2010). Current trends in paediatric regional anaesthesia. Anaesthesia65(Suppl 1), 97–104.